11 de dez de 2011

Amor de fim

Se infinito é
Como o meu amor
Se afirmam assim ser
Não ter fim
E acredito
Sem saber como, e nem porquê
Assim como meu amor por você!
Se é assim sem fim
Se quando chegar ao final, e estiver no começo
E tudo for um recomeço
Infinito
Como posso hoje, amar-te como se fosse
O fim?

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Compasso

Passei um largo traço sobre teu retrato
E no longo traço que tracei
Com a ponta do compasso
O certo passo
O passo que passei
Passou
E a metade que risquei
Sobrou
Passei este passo
Passei com um passo
Sobre teus maus passos
Sobre mim
Compasso
Passou

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Apontamentos

Cairam céus
Sobre meus apontamentos
Já tão desapontados
Pelo tempo
Amargurados pelo descontento
Sofrendo calados a tanto tempo

Guardarei meus apontamentos
Para que um dia
Tome como juras
E se arrependa
De te-los deixado
Ao relento

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Encantos dourados

Já amanhece
E o Sol desaparece
Acanhado
Intimidado
Se esconde detrás das nuvens
Evitando competir
Com o brilho de teus olhos
Já raiados por sobre os meus
Teus cachos emaranhados
Teus encantos dourados

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Política

Escarraram
Um monte de belas palavras
Para comprar milhares de cabeças
Marca-passos
Penicos de sábios...
Trapaceiros

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Mulher perfeita

Não pode ser perfeita
Pois tem de ser real

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Púrpuras armadilhas

Suas púrpuras
Doces notas
Seu corpo
Dançando
Se encheu de lágrimas
E sucumbiu a meus lábios
Raivosos por sobre teus encantos
Caio
De gole em gole
E me acabo deitado
Caído em suas armadilhas
Falando o que não deveria ser dito
Sentindo o que não deveria ser sentido
Nadando em seu corpo
Caído por ti

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

30 de nov de 2011

Sem vozes

Muitas vozes
Muitas vozes:
-Não faça isso
-Não faça isso!

Me chamavam de todos os lados
Pessoas que eu nem sequer via
Nem sombras havia
Nem vozes, talvez

Vozes
Vozes, vocês
Nós todos me atormentam
Eu, eles
Todos chamam
Todos gritam, estarrecidamente gritam
Uivando a plenos pulmões
Expelindo por suas gargantas
Secos argumentos
Mortos lamentos
Muitas vozes
Vozes de nada
De ninguém

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Vazio

De tanto por pra fora
Esvaziou

Pouco a pouco
Muitas
Muito

Nunca amado
Sempre amante, amando

Parei
Parou
Secou

Hoje me falta até, inspiração
Ou será a transpiração?

Sinto falta
Não sinto nada
Faz falta

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

19 de out de 2011

Me perco

Espero
Com um sorriso
Morrer de amor
Tão cedo me perder
Em tuas curvas
Que sei
Já não tão puras
Anseio
Todos os teus encantos
A graça de minha desgraça
A tua culpa

Os dias que já não passam
Acabo por me perder
Ah, as horas de verão
Por onde anda você
Que um segundo
Me deu tanto prazer
Por onde anda a mais linda do quarto B
Que
Me faz querer bem
E também mal querer

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

11 de out de 2011

Odeio você

Odeio
Odiar o ódio
E te-lo seguindo os passos,
Do meu querer,
Odeio você

Odeio
O dia que te odeio
O dia que acordo no meio
De um sonho qualquer
De mais um beijo sonhado
Entre eu e você

Odeio você
Odeio o ódio de te querer
Odeio
E odeio
Não te ter
E tanto querer

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

10 de out de 2011

Inteiro

Dei-me por inteiro
Quando tuas cheias
Palavras
Bombardearam meu meio
Vazio

Por inteiro fiquei
Quando em tua boca
Bebi o puro anseio
A saudade do querer
Ei-lo feito inteiro
E só
Doador de desejo de ambos
Inteiros

Sem tuas metades
Serei inteiro
Inteiro eu
Sendo que desejo
Ser inteiro
Você

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

7 de out de 2011

Sentirei saudade

Sentirei saudade
Dos dias de sol
Das voltas pelo varal
Da sua paciência
Com minha adolescência
Desculpa

Sentirei saudade
Do seu cheiro, fedido
Me chamando para um banho de mangueira
Do seu pote encardido
Seu sorriso
Quando te dei o que beber
Depois de um dia quente de verão

Saudade
Da saudade
Que você sentia quando eu sumia
Pulando na minha janela pra ver se me encontrava
Por uma fresta
Dormiu ali, deitada na beira de meu quarto

Saudade da companhia
Calma
Amor de verdade
De anos
De lambidas na cara
Sentirei saudade

Por Vitor C. Ramos

Dedicado à Tíbia, minha cachorra que teve de ser sacrificada hoje 07/10/2011
Deixo também por aqui, meu adeus, ao melhor cachorro do mundo

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

30 de set de 2011

Ter

Prove
O gosto que tem
O que tu não tem

Prove
Dos olhos dos que viram
O que você nem sabe que o mundo tem

Prove
O que você tem
O que eles nunca terão

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Prezados...

Prezados
Podres
Prazeres

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

15 de set de 2011

Navegador

Caminhava
A passos remados
Acreditava ter visto
Um ponto de luz de trás daquele mar
De navios a derivar

A luz refletida
Refratada
O fundo de teus olhos
Vazios
Me deixaram a suspiros
Um encanto da alma
De águas profundas

Sobre tudo que aconteceu
Nem tudo está perdido
Já são águas navegadas
Jamais passadas
No vazio
A ver navios
Os teus encantos

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Bicho morto

Era bicho solto
No tempo
Sempre torto
Solto

Vivia debaixo de sol e vento
Comendo
O que caia do lixo
Vivia do resto do mundo
Comia de tudo

O resto era tão pouco
Que mal enchia a mão
Vivia era de solidão
E de tanto que viveu
Um dia o bicho amanheceu
Morto

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

31 de ago de 2011

Se faltei

Se faltei
Um tempo
Faltaram-me as palavras
Faltou falar
Sair
Beijar
Viver

E a noite veio
No escuro do teu olhar
Me falar
Eu precisava amar
Mesmo que só fosse meu
O amor desse amar

Amanhã vou ao mar
E longe deste lugar
Afogar o tempo que passou
Que fiz em vão
Passar sem nada para recordar
Sem amor
Para amar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Voar

Persegui
Com o olhar
O farfalhar de asas
Inconstantes
Em trajetória no ar
A beleza
Leveza que mal se vê
Beijar
O escuro luar
O mal que se vê
Que mal se vê
Voar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Inusitado

Inusitado
Viu o olhar
Se revoltar contra ele
Pra que foi inventar
Amar e inamar assim
Como se o inamável fosse gostar

Inusitado
Seria o inamável
Inventar de amar
Animar o inamado
E amar
Como amou o inamado
Ao inventar
O inamável
Amar

Inusitado foi que ao se acalmar
Já não doía mais tanto
Quanto doía quando
Foi inventar o inamável para amar
A cabeça volta pro lugar
E não existe mais
Ninguém pra se amar
Continua então
Inamável
Inanimável

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

29 de ago de 2011

Inamável

Talvez queira amar
O inamável
Que acabei de inventar
Para amar
O amável

Amar o inamável
Que seria
Imóvel
E inanimável
Quero dizer
Inanimado
E inamável

Inventei tudo
Por um pouco de
Amor
Que também seria inamado
Inanimado
Inamável

Ah quanto amor
Desamor, que dói feito inamor
De quem não ama
De quem ama desamar
Inamáveis

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Nada

Me deixou
De corpo servido de nada
De nada adiantava
Chamar pela amada
Era apenas
Um reflexo na água
Reflexo de nada
Um beijo que ao vento deixava
Um suspiro que por ninguém
Ecoava

Refleti
Sobre nada
Esperando a mágoa
Nadar para a margem
Saltar sobre mim
E afogar minh'alma
Amada
Por nada

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Gente

Frente a frente
Com o diabo da gente

Vendo a ponta da faca
No olho da gente

Gente inocente
Gente indigente

Gente que mente
Gente que sente

Gente que com medo dorme
No tempo

Gente que morre
De medo
De gente
Da gente

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Sereno

Passou ano
Noite
Que o silêncio
Que hora serenava
Em pleno sereno
Agradável silêncio
Sussurrando
Questionando
Por que?

Era o silêncio do teu respirar
Sussurros
Entre frases
Me questionando, embriagados
Por motivos
Que não haviam

No entre fraseado do teu respirar
O sereno orvalhando
Ilustrando o olhar
A alma deleitar
Deitemos sobre nós
E esquecemos
Das dores do peito

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

31 de jul de 2011

Vontade

Sobre nós
Gotas de paixão
Há de negar
Dirão que não
Mas meus olhos
Não mentiriam
Ainda há o mistério
Olhares
Minh'alma salta
Há o querer
Que tanto já cantaram
Não é revolução
É tesão
Com paixão
Desejo
Uma cilada do coração
Suicídio
Que tantos desejam
Malucos
E ainda assim dizem não
Pensando no sim
Me pergunta por que
E apenas desejo
Com paixão
Com tesão
E eu te quero assim
Como pássaro quer voar
Como você quer a mim
Quero um beijo teu
Pra refrescar
O calor do desejo
Que queima só de olhar
Labareda que chega ao céu
E apaga o luar
Nem se vê o dia chegar
Sempre perdemos o fim
E é sempre perfeito
Se deite
Deleite
Em teu corpo me perco
Perfeito
Combina com meu jeito
Dois seres
Que juntos vieram ao nascer
Feitos pra nós dois
Estranho amor
Perdido no tempo
E tudo
Por vontade
Louco querer
E é assim
Sou assim
Porque sim
Por você

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Apenas cor

Fotos não guardam alma
Nem dor
Não tem cheiro
Não é quente, nem fria

Há apenas cor
Viva
E sem vida

Bastam cores
Pra lhe trazer sabores
E também as dores

Bastam cores
Pra lembrar de amores
Ex-amores

Apenas cores
São tanto que nos fazem chorar
Nos fazem lembrar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Quando espera

Quando espera
Um homem
Tens um menino, que pula e te sacode

Quando espera
Um romântico
Tens o amargo, que te dará um não

Quando espera
Tesão
Tens um tchau, com ruído de adeus

Quando espera
O amor
Tens um bacanal, e perde-se de vista

E amanhã
Nada espera
E nada tens

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Tortuosidade

Me perco
Entre as curvas
Sem saber de onde vem as luzes
Nem os afagos em minh'alma

Saí de mim
Pra me achar
Me ligo em apenas, um olhar
A qualquer distância

Enquanto a chuva
Faz escurecer
Ainda há luz nos olhos
Um gosto bom

Aflora de um peito aberto
Um perfume que descansa
Traiçoeiro
Nos envolve

Revolvo-me
A me controlar
Cheio de proibições
De sensações

Espero que caia a flor
Espero chegar
O dia que será
Minha

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

20 de jul de 2011

Beija-flores e Canários

Há quem espera
O trem passar
E quem vê o Beija-flor, a ela roubar
Bem te vi
Já sabia
Não era amor de vida inteira
Nada pra ficar
Felicidade pra se esperar
Amar
Como amam os canários
Voar
Se é que amam
Ou apenas voam
Por voar

Logo agora, que penso em amar
Começo a duvidar
Até mesmo que é amor, voar
O Beija-flor ama mesmo é o néctar
Da bela rosa
Da margarida
Até mesmo o Brinco-de-princesa
E ainda assim
Gostam de variar
Amar

Quem sabe um dia encontro o que amar
Amar voar
Amar por amar
Amar cantar
Como amam os canários
Quem sabe amar uma flor
Ou todas elas
Como os beija-flores
Espero simplesmente amar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

22 de jun de 2011

Contemplar

Contemplar
É o que resta aos olhos
Quando você se aproxima
Nada mais
Não há nada que sirva melhor
Do que contemplar
Servir o coração com os olhos
Enquanto luto para não perder um segundo
Luto contra piscar
Luto para meus pés não voltarem a encostar o chão
Acho que te amo
E ainda luto para não te amar
Prefiro contemplar


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *


PS: Texto sujeito a acréscimos, ou decréscimos
Leia tudo >>

20 de jun de 2011

Quando mudei

Estive esperando
Te ver voltar
Ou alguém como você


Mas tudo mudou
Agora
Pior pra você
Melhor pra mim
Que aprendi a sorrir
E meu coração
A se divertir


E quando estiver pronta
Pra me amar
Quem sabe onde vou estar


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Quando parei

Meu coração se calou
Sem dizer adeus
Se calou


Depois de judiado
Meu coração
Parou de tocar


Da próxima vez
Meu coração
Pode não ter outra vez


Meu coração secou
Enxuguei a água do rosto
Desisti de meu coração


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

26 de mai de 2011

Desejo matinal

Já são dias
Contando
A pressa
Te ter

É pressa
Sede
Vontade
Desejo

Intermináveis os dias
Sem você
Mal posso conte-los
A volúpia em meu ser

Perdoe
Meu puro anseio
Mas teus olhos
Logo pela manhã, me condenam

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Palavras fugidas

Onde estão?
As palavras
Onde estão?
Os verbos de ligação
Para eu juntar com coração
E lhe escrever uma oração
Quem sabe uma canção
Para encantar teu coração
Ou um poema
Pra virar nosso tema


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Admirável

Me pergunta
Se é cansaço
O motivo de meu olhar parado
Anestesiado


Pergunta em que penso
Que estou desligado
Longe
De onde me encontro


E eu apenas
Me perco nos minutos
Encantado
Com tua beleza


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Sozinho acompanhado

Eu e eu mesmo
Sozinho comigo
E eu
Num estado melancólico
Até mesmo para solidão que me abandonou
Não estava só
Pois tinha em quem pensar
E sonhava
Tão alto que podia me enxergar
Só, lá em embaixo
Mas ainda sim a tinha
Para preencher a mente
Aturdida pela solidão
E pela saudade


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Ferrado

O medo me faz chorar
Cebolas também
E quando entrou
Pela sola de meu pé
Ferro que fere
Ferro que marca a alma
Ferro que ferrou meu pé
E me deixara ferrado
Chorei


Mas ah o ferro que me ferira fora tão bom
Pra te esquecer alguns instantes
Te tirar da cabeça
Ferrada por você
Que mesmo sem ferro
Ferrou meu coração
E me deixou ferido
Sua linda fera
Que ferra os ferrados
Mais chorei por ti
Do que por ferro, por cebola ou medo
Chorei de saudade
Por alguém que pouco conheci
E ainda me me deixou ferido


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

19 de mai de 2011

Imaginação

Imaginação
Coisas migrando do coração
E a expectativa
Tomara que caia
Aaaah!
Apaixonante
Aquela sensação de roda gigante
Te leva pra cima
E logo te traz ao chão
E você quer mais
Dessa tortura
Sensação que corta
Entorta
E te da tesão
E perdemos a eternidade
Imaginando
Criando e recriando paixões


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Desterro

Sentado sobre o meio-fio
Escrevia sobre justiça
Que não sabia
Se via, se havia


O que se via
E havia
Apenas um fio de luz
Cortando ao longe o horizonte
Iluminando os corpos podres
Ao relento


Meus dedos secos em sangue
Sorteando palavras
Que esperam um dia
Contar a história
Desse desterro


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

15 de mai de 2011

Cadente

Veio
Rolando abaixo
Por sobre minha mente
Esmagando toda minha espécie
Explodiu pra fora de minha cabeça
Girando em círculos, perfeitas espirais ao vento
E em apenas alguns segundos alcançou as estrelas
E mais alguns poucos segundos sobrevoando os oceanos
Para começar a cair, e em segundos me acertar, desprevenido
                           -Quem esperaria ser pego por uma estrela cadente?


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

7 de mai de 2011

Largado

Do tempo,
Que sentado passei,
Olhando você
E esperando alguém

Notei apenas
Que estava errado
Esperar tanto
E acabar largado

De tanto tempo
Que passou, voando,
Contei um pouco
E depois cansei

De todo o tempo
Que esperei
Vi tantas outras
Que mudei

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

19 de abr de 2011

Velho novo amigo

Tenho um velho novo amigo
Será sempre velho
E amigo
Esse novo amigo que conheci
A tantos minutos atrás
E você já consegue nos ouvir
Cantando nossa canção


Ele pode parecer velho
Mas é novo como as tardes do verão
Sempre vem
E vão
Pra ninguém perder o refrão
Ouça bem
E com atenção
O que meu velho novo melhor amigo cantou


por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

5 de abr de 2011

Importação

Depois da última noite
No silêncio
Dos olhos
Tortos
Que passavam a me reparar
Sem saber
Que estavam errados
Ou era eu
Quem errava?


Será que eu realmente via
Além
De tudo que ouvia
De dentro de minhas barreiras
Os resquícios das tuas fronteiras
Importando de ti
Tudo que podia
Pra matar a vontade
A saudade


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Tempos

De dentro da toca
Ouvia apenas passos aflitos
Seres perdidos
Enquanto passavam
Insanos
Sobre tempos diferentes
Um tempo de nunca
Passar
E o tempo que jamais parara

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Mariposas I

Acalanto
Mariposas
Que voam perdidas em meu quarto


Enquanto passo
Retas, traços
Sobre tantos outros
Em minha prancheta


Mal sabem
Que tantas já caíram
E tantas outras irão cair
Quando a luz apagar
E eu for dormir


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

28 de mar de 2011

Minh'alma

Hoje
Que é dia de calmaria
Só o que agita
É minh'alma

Perdida

Minh'alma
Talvez doa em pranto por ti
Sem saber aonde ir
De onde vir
Onde está

Perdida

Min'alma
Espera encontrar
A paz
Em que todos procuram
Acabar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

21 de mar de 2011

Silenciosas Ameaças

E mesmo o mais obstinado
Homem
Ainda sendo de carne
Sucumbiria a teus negros olhos
De silenciosas ameaças


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

20 de mar de 2011

Fim de noite

No fim da noite
Debruçada sobre meus braços
Dormia
Enquanto
Silenciosamente
Me contentava a
Contemplativos olhares
Pensando
Se haveria ainda
Mais um dia
Em que a teria
Perto do peito

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Complacência

Quando era cedo
E nada era meu
Encontrei o que você esqueceu
E me serviu como nota
Uma anedota

Logo agora
Que você já tem
A metade
De tudo que antes era
Meu
Vai embora?

E eu como sempre
Complacente
Dando a vida a quem talvez
Não mereça

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

27 de fev de 2011

Estado I

Baleias sobre minha mente
Me trazem abaixo


De pé em baldes
Enchendo-os de lágrimas fúnebres

Escorrendo
Ácidas por um sorriso aberto

Fechando meu peito
Que você abrira


E levara contigo
Meu coração


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Amigo

Ah esse amigo
Que nas mais solitárias noites
Canta
Encanta
E me ensina a viver
Sempre me falando de um novo amor


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Cais

Quando a razão
Desse ir e vir
Sem sentido
Entrando num turbilhão
Cintilante
E rodando, rodando
E rodando
Voltas em torno de si
Atraque num sereno
Cais
Espero que esteja la
Para eu poder te beijar


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

19 de fev de 2011

Você e seu olhar

Talvez fosse a mágica
Ou apenas minha alma pífia
Caida por ti


Talvez eu estivesse um pouco bêbado
Ou meu coração enlouquecera
Por seus olhos e sorriso


Quase que um convite a me apaixonar
Talvez mais como uma intimação
Você e seu olhar


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

25 de jan de 2011

E quando só
A saudade te atormenta
E tua falta
De presença
Se apresenta
A alma condenada a solidão
Da chuva
Se ouve canção

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado! *
Leia tudo >>

Reflexo

passo
paro
sigo
e reparo


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Melhor amigo?

Um cão
me seguiu
nas várias voltas
a beira do mato


O cão
me acompanhou
ao caminhar pela orla
do mar


Um cão
e de novo o mesmo cão
me levou pra passsear
no quintal
do hospital


O velho cão
cansou
e dormiu
no chão
ali no lixão
e eu me acabei
num grande e macio colchão



Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Ah! o mar!

O mar
e as letras puladas
de tua nuca
e o Sol me queimando a cuca
viajada
no mar
por amar demais
as curvas de tuas costas
seu jeito de passar
por mim e não me notar
Ah! o mar!
as ondas nas encostas
as gaivotas
e seus olhos perdidos
desatentos acompanhando-as
a voar
sobre um mar
de estrelas
De cores
De amores


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado! *
Leia tudo >>

Mudo

Depois
de uma semana
sem falar
sequer uma palavra
as paredes me procuravam
a espreita por minha sombra
foi quando o espelho
  (finalmente)
me mostrou
que ainda estava lá
tentei uma frase
e me faltaram as palavras
mas eu pude lhe sorrir
e o espelho sorriu de volta



Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado! *
Leia tudo >>

Passageiro

Enquanto conto
insone
os postes passarem pelo corrimão
e as samambaias
que saem do chão
penso no passado
e no futuro
que tão logo muda de cenário
e me confunde
hora lá
e na seguinte já estou aqui
num vagão solto
pela escuridão
do nada



Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Contas

Faço um laço
e passo um fio
sob teu dedo
curioso
nas contas de minha avó
perdidas por entre teus dedos bobos
e pergunta...
Quantas são as contas
que restam à alinhar
e não sei
desenrolar
Entre contas, a linha
Conta
sendo que faltam 5 contas
à alinhar



Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado! *
Leia tudo >>