27 de mai de 2012

Coragem

Enquanto a noite
Escarlate

Prolongava gritos
Estarrecidos

Segurei em tuas linhas
Infinitas

Ainda tão jovens
E ausentes

No hoje da vida
Que a cada dia

Vivemos menos
E esquecemos

Da coragem
Guardada

De outros
Que dizem esbeltos

E outros magros

Mal dias
Dias maus

A solidão
      A virtude
A medida
      A liberdade

O sonho

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Curandeira

Veio a onda
La de la
Com a força de Dandá
Fechando as fendas espirais
Esparramadas de um mesmo lado
De la
E por cima
das águas passadas
Afogou
Todas
Que não souberam se dar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Épsilon

Tentei lhe trazer
E dividir a distância
De tudo que vejo
Vindo
Paredes abaixo
Até a raiz de minha ideia
Sempre você
Assinalando
Sobre os rodapés
Assinalados
A sombra do querer

No céu vazio
Deixo o olhar
Pulsante
A te esperar
Sei que
Não vira
De céus claros
Sua boca
Teus arrepios
Fáceis
Como tua ausência

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

26 de mai de 2012

Ípsilon

Dos erros
Que cometi
Me arrependerei
Um dia
Apenas de te deixar partir

E jamais lembrarei
Indo também
Inexoravelmente
Acabaram todas as histórias

Debaixo das asas
Da intromissão
Tentei qualquer ligação
Uma última esperança

E teu passado
Mal selado
Rompera
Nossa possível
Paixão

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Lembrarei

Lembre-se sempre
Do olhar
Encantado

Lembre-se sempre
Do voraz
Neutralizado

Lembre-se sempre
Do gosto
Do rosto

Lembre-se sempre
Como eu lembrarei
De seu jeito acanhado

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

11 de mai de 2012

Moonrocks

Mergulhada em seus
Moonrocks
Alisava
As intimidades da morte
Carinhosamente
Deleitava-se
Dos romances
De um cérebro
Solitário

Acostumado
A ferrugem
O cheiro de suas correntes
Os sonhos que vão
Num grito desconexo
Incurável
Na medida da maldade
No escasso
Dos sorrisos
Gastos

Moonrocks
Enchendo veias
Secando as teias
Da insanidade
Despida
Morta
Que cedera
A abstinência
E toda insistência
Assédio
Neural

Moonrocks
Encantaram
Tua existência
Espalharam
Tua essência
Afetaram
Todos os pobres
Medíocres
De inteligência

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Antalogóxicos

Esperando
A liberdade
Brotar
Como as pestes de teu beiral

Do quinto
Olhava regar
O chapiscar
Peçonhento

Cabeças adentro
Via,
Os cantados,
Sucessos populares

Agrotóxicos
Analógicos
Antológicos
Antalogóxicos

Furando
Trespassando
O vil metal
De suas paredes

Invadiu
Tomou
Tua pontilhada
Ideia

Premeditada
Ilimitada
Cessava a
Abstinência

Complicada

De tua vil
Sutil
Existência
Cruel

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Ensejo

Do ponto
Ao encontro
O fogo
De tolo

Sem ouro
Sem prata
Nem mulata

De lata
Em lata
Enche a cara

De preto
E branco
Eu canso

Do olho
Do rosto
Não canso

Do abraço
Entre braços
Me perco

Me deito
E lembro
Do beijo

Durmo
Penso
Sonho

Do teu encanto
Quase santo
Um espanto

Que tão logo vejo
Cessa o pranto
Do peito

Espero
O ensejo
Outro beijo

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>