26 de mai de 2011

Desejo matinal

Já são dias
Contando
A pressa
Te ter

É pressa
Sede
Vontade
Desejo

Intermináveis os dias
Sem você
Mal posso conte-los
A volúpia em meu ser

Perdoe
Meu puro anseio
Mas teus olhos
Logo pela manhã, me condenam

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Palavras fugidas

Onde estão?
As palavras
Onde estão?
Os verbos de ligação
Para eu juntar com coração
E lhe escrever uma oração
Quem sabe uma canção
Para encantar teu coração
Ou um poema
Pra virar nosso tema


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Admirável

Me pergunta
Se é cansaço
O motivo de meu olhar parado
Anestesiado


Pergunta em que penso
Que estou desligado
Longe
De onde me encontro


E eu apenas
Me perco nos minutos
Encantado
Com tua beleza


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Sozinho acompanhado

Eu e eu mesmo
Sozinho comigo
E eu
Num estado melancólico
Até mesmo para solidão que me abandonou
Não estava só
Pois tinha em quem pensar
E sonhava
Tão alto que podia me enxergar
Só, lá em embaixo
Mas ainda sim a tinha
Para preencher a mente
Aturdida pela solidão
E pela saudade


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Ferrado

O medo me faz chorar
Cebolas também
E quando entrou
Pela sola de meu pé
Ferro que fere
Ferro que marca a alma
Ferro que ferrou meu pé
E me deixara ferrado
Chorei


Mas ah o ferro que me ferira fora tão bom
Pra te esquecer alguns instantes
Te tirar da cabeça
Ferrada por você
Que mesmo sem ferro
Ferrou meu coração
E me deixou ferido
Sua linda fera
Que ferra os ferrados
Mais chorei por ti
Do que por ferro, por cebola ou medo
Chorei de saudade
Por alguém que pouco conheci
E ainda me me deixou ferido


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

19 de mai de 2011

Imaginação

Imaginação
Coisas migrando do coração
E a expectativa
Tomara que caia
Aaaah!
Apaixonante
Aquela sensação de roda gigante
Te leva pra cima
E logo te traz ao chão
E você quer mais
Dessa tortura
Sensação que corta
Entorta
E te da tesão
E perdemos a eternidade
Imaginando
Criando e recriando paixões


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Desterro

Sentado sobre o meio-fio
Escrevia sobre justiça
Que não sabia
Se via, se havia


O que se via
E havia
Apenas um fio de luz
Cortando ao longe o horizonte
Iluminando os corpos podres
Ao relento


Meus dedos secos em sangue
Sorteando palavras
Que esperam um dia
Contar a história
Desse desterro


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

15 de mai de 2011

Cadente

Veio
Rolando abaixo
Por sobre minha mente
Esmagando toda minha espécie
Explodiu pra fora de minha cabeça
Girando em círculos, perfeitas espirais ao vento
E em apenas alguns segundos alcançou as estrelas
E mais alguns poucos segundos sobrevoando os oceanos
Para começar a cair, e em segundos me acertar, desprevenido
                           -Quem esperaria ser pego por uma estrela cadente?


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

7 de mai de 2011

Largado

Do tempo,
Que sentado passei,
Olhando você
E esperando alguém

Notei apenas
Que estava errado
Esperar tanto
E acabar largado

De tanto tempo
Que passou, voando,
Contei um pouco
E depois cansei

De todo o tempo
Que esperei
Vi tantas outras
Que mudei

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>