8 de dez de 2009

Ser Hipócrita

Ser como sou
Ser hipócrita
Ser de mais de uma estória
Ser como todos são
Ser cristão
Ser pagão
Ser humano
Ser como todos são
Ser hipócrita

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

7 de dez de 2009

Inacabável Conto

Neste conto
Onde nunca a encontro
Deixo pra depois o ponto
Deste inacabável conto
Sem fazer nenhum sentido
Este conto invertido

Amanhã ou depois
Se encontro uma saída
Deixo de dizer o que dizia
Quando dizia o que sentia
Por entre meus dedos fugia
E numa folha vazia
A perdia

No meu conto tonto
Nunca a encontro
Este conto sem sentido
Todo invertido
E hoje fiquei com uma folha vazia
Sem ponto, sem saída
Inacabável conto

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Amor Vulgar

Que meu amor seja eterno
Como as palavras que escrevo esta noite
Sentado à janela

Que sejam eternas minhas palavras
Para que você saiba que alguém a amou
Mesmo que apenas por esta noite

Que nosso amor seja eterno enquanto dure
E que enquanto dure valha a pena
Pois depois, nunca mais

Tanto faz se amanhã não se lembre de quem são
As palavras que deixo neste cartão
Amanhã talvez não tenham sentido

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

1 de dez de 2009

Rotina

Quando acordo
Penso em suas pernas

As dez
Penso em sua boca

As treze
Penso em suas mãos

As dezesseis e trinta
Penso em seus olhos

As vinte
Penso em tentar te esquecer

As vinte e duas
Penso em um dia poder te ter

E por fim, as vinte e quatro
Durmo
E sonho com você

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Desalento

Neste momento
Em que se alastra meu tormento
Este incurável desalento
Morro cruento
E o tempo ja tão lento
Me deixa ouvir o vento
Que hoje amanheceu violento
Neste céu cinzento
Enquanto cessa o meu alento

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>