7 de dez de 2009

Inacabável Conto

Neste conto
Onde nunca a encontro
Deixo pra depois o ponto
Deste inacabável conto
Sem fazer nenhum sentido
Este conto invertido

Amanhã ou depois
Se encontro uma saída
Deixo de dizer o que dizia
Quando dizia o que sentia
Por entre meus dedos fugia
E numa folha vazia
A perdia

No meu conto tonto
Nunca a encontro
Este conto sem sentido
Todo invertido
E hoje fiquei com uma folha vazia
Sem ponto, sem saída
Inacabável conto

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário