29 de mai de 2015

Foda-se

Foda-se o sarau
Teu lugar
É no meu lugar

Azar do seu desejo
Que deseja ficar
Mas quem manda no querer

Querer ficar
Queria estar
No teu lugar

Recitar um par de poemas
De letras, rimas e dilemas
Expressar o desejo que está a me governar

Dialogar sem verbalizar
Encher a boca em teu olhar
Encher um poema de nós

Encher um pouco de mim
De você
Um pouco de cada ser

Foda-se o que forem pensar
Meu desejo é estar em qualquer lugar
Que você desejar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

14 de mai de 2015

Errátil

Uma aventura errante
Um louco principiante
A vaguear

A torto e a direito
Dizia assim:

"- Aqui é meu lugar"

Passava dia
Passava ele
Só desejava poder
Poder partir

Pra poder chegar

Poder matar a saudade
Podia cansar
E sair

Podia voltar
Sempre voltava

Podendo amar
Saia a procurar

Sempre voltava

De alma vazia
Esperando um dia

Poder ficar.

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. OBrigado ! *


Leia tudo >>

Amante

Perdi-me
Em um olhar mendigo

Um fulgor de tarde

Sob as pontas dos dedos
Tracei o sinuoso
De teu corpo

Um princípio de desatino
Um delirio

Sob a leve sombra
Do pudor

Sem saber
Afugentou do peito
O desamor
E ali, se abancou

Em poucos dós
Fez canção

E de nós
Um verso inacabado

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *


Leia tudo >>

13 de mai de 2015

Desatino

Há uma angústia
Contida em cada ser
Um segundo
Em cada minuto

Uma realidade

Em cada face
Um sorriso de fachada

Uma realidade subjetiva
A vista de cada ser
Um ser de cada vista

Loucos lobotomizados
Riem-se as custas
De cada lúcido

O mais louco por ser.

Por Vitor C. Ramos

*Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado !*


Leia tudo >>