20 de out de 2015

Dilúvio

Eu sabia do clichê
E ainda assim, resolvi...

Aguardei abrir pra passar.

Será que demora?
Como a maré,
A encher o mar.

Será...?

Que manhã é essa?
Que vem Sol,
E o frio ousa ficar.

Será que era verdade,
Você não vai me esperar?

Resolvi fazer café...
Me esquentar,
Sentei pra descansar.

Será mesmo...?

Não acredito!

Seria esse o fim do nosso amor?
Um lugar-comum à dor,
Ou o mundo a se acabar.

Parei pra pensar.

Será que era isso que dizia na carta?
Borrões que não pude decifrar,
Palavras que a chuva resolveu apagar!

Será?

Aguardei abrir pra passar?
Secar,
E molhar outra vez!


Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário