7 de jun de 2016

Poetizar

Poeta sem causa
Já fui louco, obcecado
Poeta posessivo, obssessivo
Obstinado

Era poeta por causa
Poetizar o que não versava
Apenas poetar

Poeta até que encontrei causa
Encontrei rima
Meu verso

Uma métrica às minhas causas
Pois poeta sem causa
Não tem poesia

Lhe falta expressão
É poesia senil
Falta paixão

Em doses homeopáticas de você
Dominicais por tradição
Diárias, se fosse uma opção

Formamos verso
E em tão poucos, até então
Se vêem cheios de rima no olhar

Versos a se invejar
E uma estrofe inteira
Ao se beijar.

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário