22 de dez de 2008

Espasmo de Paixão

Debaixo de sua janela
Com a chuva a escorrer por meus cabelos
Molhando meus olhos
Inundados e vislumbrados
Vislumbrados com sua beleza e ternura
Comecei a acreditar em amor a primeira vista
Parado na chuva
Imaginando te ter
Te tocar
E poder te beijar
Deixei de sentir o frio
Passei a sentir outras coisas
Coisas nunca antes sentidas por mim
Eu faria qualquer coisa por você
Naquele momento poderia até voar
Na fuga da razão
Num espasmo de paixão

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

16 de dez de 2008

Amor

Sou apenas uma sombra
Apenas uma palavra que define algo
Simples e curta
Mas ainda não decifrada

Sou a definição de algo grande
Uma coisa que explica muitas
Mas não explica nada
Estou dentro de todos

Tenho muitos significados
Sou muitas cores
Cada um me vê de uma maneira
Cada um me sente de um jeito

Alguns se agitam
Outros choram
Alguns querem viver e se aventurar comigo
Já outros preferem ficar tranquilos quando me encontram

Sou o amor
Sou cego
Irracional
E perigoso

Sou uma benção
Mas também sou maldição
Sou aquele que aquece os corações
E leva as pessoas a fazerem loucuras

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

29 de nov de 2008

Noite de Primavera

Foi tudo por causa do seu olhar
Seus olhos castanhos ao luar
Brilhavam naquela noite
Na mais bela noite de primavera
Seus cachos loiros no balanço da brisa

Foi quando me apaixonei por você
Caindo em perdição
Vivendo esse amor impossível
O amor que nos unia

Debaixo de um mar de estrelas
Meu corpo junto ao teu
Nossos lábios se tocaram
O tempo parou

Foi como num sonho
Eu não queria que aquela noite acabasse
Eu não podia te perder
Ali ao seu lado me sentia vivo
Mais vivo que nunca

O amor havia entrado em meu coração
E até hoje ali ele permanece
Desde aquela noite de primavera
A mais bela noite de primavera

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

21 de nov de 2008

Meu Mundo

Dê-me sua mão
Venha comigo
Eu lhe mostrarei como se vive
Vou lhe apresentar um mundo novo e belo
Um mundo onde reina a paz e o amor
O meu mundo

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *
Leia tudo >>

Puro Êxtase

Quando ela passa
Com seus cabelos balançando com a brisa,
Leve brisa de verão,
Com seus belos olhos verdes e penetrantes,
Sua saia provocante
E seus lábios luxuosos
O tempo para.

Vê-la passar é como experimentar uma droga
E basta uma olhada para cair na tentação
Basta a primeira dose para se viciar
Sua beleza chega a ser ilícita

Não existe tratamento
Muito menos uma cura para isso
É um sentimento forte
E ao mesmo tempo delicado

Este sentimento faz meu coração disparar
Fico extasiado
Eu me desligo do mundo
Estou apaixonado!

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

Leia tudo >>

Better Place

We can run away
To a better place
There we can do everything
Because them don’t know who we are

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

Leia tudo >>

Encontro

Um rápido encontro de olhares
Alucinante!

Um leve sorriso
Insinuante!

Uma rápida aproximação
Inevitável!

Um beijo ardente
Enlouquecedor!

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

Leia tudo >>

Selvagem

Eu sou um louco
Um eterno apaixonado
Apaixonado por você

Você de sorriso meigo
Olhar sedutor
E atitude provocante

Fico confuso
Atraído por sua beleza
Traído por meus olhos e por meu coração

Você enche meus pensamentos
Desde os mais sórdidos
Até os mais inocentes

Meus sentimentos se misturam
Amor...
Desejo...
Ódio...
Todos juntos em uma louca e selvagem paixão

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

Leia tudo >>

O Meu Amor

Eu tenho um amor de fantasia
Um amor puro, que me faz acreditar na vida.
Um amor que mora em meu peito,
Mas que vive distante.

Um amor meigo, de sorriso sincero
De gestos carinhosos.
Eu tenho um amor de fantasia,
Um amor a moda antiga,

Não vejo beleza.
Pois um dia a beleza acaba.
Eu sou aquele amante à moda antiga
Do tipo que ainda manda flores
Eu sou do tipo de certas coisas
Que já não são comuns nos nossos dias
As cartas de amor, o beijo na mão
Sou do tipo que na verdade
Sofre por amor e ainda chora de saudade
Ainda chamo de querida a namorada

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

Leia tudo >>