21 de nov de 2008

O Meu Amor

Eu tenho um amor de fantasia
Um amor puro, que me faz acreditar na vida.
Um amor que mora em meu peito,
Mas que vive distante.

Um amor meigo, de sorriso sincero
De gestos carinhosos.
Eu tenho um amor de fantasia,
Um amor a moda antiga,

Não vejo beleza.
Pois um dia a beleza acaba.
Eu sou aquele amante à moda antiga
Do tipo que ainda manda flores
Eu sou do tipo de certas coisas
Que já não são comuns nos nossos dias
As cartas de amor, o beijo na mão
Sou do tipo que na verdade
Sofre por amor e ainda chora de saudade
Ainda chamo de querida a namorada

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *



0 comentários:

Postar um comentário