26 de mai de 2011

Sozinho acompanhado

Eu e eu mesmo
Sozinho comigo
E eu
Num estado melancólico
Até mesmo para solidão que me abandonou
Não estava só
Pois tinha em quem pensar
E sonhava
Tão alto que podia me enxergar
Só, lá em embaixo
Mas ainda sim a tinha
Para preencher a mente
Aturdida pela solidão
E pela saudade


Por Vitor C. Ramos


* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário