11 de mai de 2012

Ensejo

Do ponto
Ao encontro
O fogo
De tolo

Sem ouro
Sem prata
Nem mulata

De lata
Em lata
Enche a cara

De preto
E branco
Eu canso

Do olho
Do rosto
Não canso

Do abraço
Entre braços
Me perco

Me deito
E lembro
Do beijo

Durmo
Penso
Sonho

Do teu encanto
Quase santo
Um espanto

Que tão logo vejo
Cessa o pranto
Do peito

Espero
O ensejo
Outro beijo

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *


0 comentários:

Postar um comentário