29 de ago de 2011

Sereno

Passou ano
Noite
Que o silêncio
Que hora serenava
Em pleno sereno
Agradável silêncio
Sussurrando
Questionando
Por que?

Era o silêncio do teu respirar
Sussurros
Entre frases
Me questionando, embriagados
Por motivos
Que não haviam

No entre fraseado do teu respirar
O sereno orvalhando
Ilustrando o olhar
A alma deleitar
Deitemos sobre nós
E esquecemos
Das dores do peito

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário