20 de mar de 2011

Complacência

Quando era cedo
E nada era meu
Encontrei o que você esqueceu
E me serviu como nota
Uma anedota

Logo agora
Que você já tem
A metade
De tudo que antes era
Meu
Vai embora?

E eu como sempre
Complacente
Dando a vida a quem talvez
Não mereça

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *


0 comentários:

Postar um comentário