30 de nov de 2011

Sem vozes

Muitas vozes
Muitas vozes:
-Não faça isso
-Não faça isso!

Me chamavam de todos os lados
Pessoas que eu nem sequer via
Nem sombras havia
Nem vozes, talvez

Vozes
Vozes, vocês
Nós todos me atormentam
Eu, eles
Todos chamam
Todos gritam, estarrecidamente gritam
Uivando a plenos pulmões
Expelindo por suas gargantas
Secos argumentos
Mortos lamentos
Muitas vozes
Vozes de nada
De ninguém

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário