15 de mar de 2012

Pontos

São pontos cristalinos
Que tão desajeitados
Passam por meus olhos

E em pequenos reflexos
Conquistam um olhar
Envergonhado

Já tão desacostumado
A tempos a vejo
Um lampejo

Quando viu novamente
Seu brilho refletido
Atravessando minhas córneas

Cintilando em pleno ar
Iluminando o olhar
Enebriando a beira-mar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário