2 de mar de 2012

Mariposas II

E essas asas
Que não falham a me desconcentrar
Em uma disritmia aérea
Um traçado irregular
De linhas pelo ar
O ser aleatório que entrou pela janela
Involuntariamente
Acertando minha cabeça
E que a cada 5 minutos
Em seu livre vôo
Bando de barbeiros
As mariposas
Vão a me atormentar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário