22 de set de 2012

Sabiá

Gente grande...

Sabiá
O tamanho que queria ter
Um pequeno alpinista
Um grande arritmista
Sobre o compaço
Asco

E do bico
Saltavam palavras
Soletrava insultos
Turvos
Suntuosas ameaças

Caía por chão
Sem nenhuma atenção
A se porvir

Gritou
Até incomodou
De nada adiantou

Pobre
Sabiá
Queria ser grande
E sem saber
Era mais

Sabiá
Ser poeta
Poetar

Cantar
Sem se ouvir
Gritar sem saber a quem
Sabiá então voou
E nunca mais voltou

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário