30 de out de 2009

Distanásia

Egoísta é o homem
Que prende seu amor
Deixa-o sofrer
Rasgando-se em dor
Morrendo e revivendo

Feito brinquedo
Definha pelos corredores do hospital
Lúcidez afogada em medo
Medo de viver por mais um segundo
Um segundo de dor
Nada além de dor

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário