29 de out de 2009

Despertar

Assista calada
Enquanto queimo sob o Sol
As feridas abertas
Escorrendo ao lençol

O sangue escorridoSecava em seu vestido
As vozes refletindo
Voltavam aos meus ouvidos

O mundo que conhecía
Jamais voltará
O tempo perdido
A vida

Fluindo
Esvaem de meu corpo
Lentamente
O curso natural dos sentidos

Desperto em gritos
Em leito escarlate
O sonho matou-me
A realidade

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário