14 de out de 2012

Encantar

Escondida
Sobre minhas
Roupas velhas

Deitava-se
Elegantemente
Um corpo
Torto
Duro

Meus dedos
Contaminados
Congelados
Lutam para lhe tocar
Delicadamente
Com medo
Zelo de desgarrar tua essência

Em uma forma
Única
Como
Cada gota do orvalho
Lhe faço cantar
Sobre a arritmia
De meu coração

Cada nota entoada
Passa pela janela
Encanta a garota nua
Do outro lado da rua
A faz delirar
Faz-nos pensar
Nos faz cantar

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário