28 de jan de 2014

Destempo

Garoto
Meio adulto
(jovem astuto)
Cansou
Sentou em meio a toda aquela balburdia
esperando...

Um tanto de tempo passou
Tempo que a vida não espera
Um tanto que seca
O olhar
Também secou o mar

Perdeu-se o tempo
A mocidade
A indecente inocência
Cansou
O doce olhar
Amargou

Uma lágrima
Fermentando ao Sol
Engasgando o sal
Tanto salgou
Secou
Se perdeu pelas entranhas

E de meio
Logo veio todo
Ao próprio fim
Destempo do seu próprio tempo


Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário