31 de ago de 2013

Antáres

Esgueirei-me por teus olhares
Esperei cair noite
Ríspida
Chegando em súbito pranto

          Queres matar-me
          Em leito
          Desfalecer-me
          Sobre o desfeito

Por demais suspirei
Derramei-me
Recordando, sobre as pedras,
Teu abraço letal

         O ensejo final

Acabo por aqui
Noite adentro
Deixo passar o vento
Cruzar o breu devasto
De um peito
Que cedeu a teus encantos

Por Vitor C. Ramos

* Se copiar, favor divulgar a autoria. Obrigado ! *

0 comentários:

Postar um comentário